<<Voltar para primeira página Cadastre aqui seu e-mail para receber os comunicados oficiais do Sinconedi

Sindicato dos Condomínios e Edifícios, Residenciais, Comerciais, Mistos, Horizontais e Verticais do Município de
São Paulo e Região


Base territorial:

São Paulo, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Arujá, Caieiras, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guarulhos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Mogi das Cruzes, Nazaré Paulista, Poá, Santa Isabel, Suzano, Barueri, Cajamar, Carapicuiba, Itapevi, Jandira, Osasco, Santana de Parnaíba, São Roque e Taboão da Serra.

Rua Marambaia 424, 4º andar, conjuntos 44 e 45, Casa Verde, São Paulo -SP. Cep 02513-000

Telefone/Fax:

3857-9254

sinconedi@sinconedi.com.br


 

1º Encontro Regional de Síndicos do Sinconedi
(Região do ABC)

   
Sinconedi lança campanha pela adoção do Simples nos condomínios

Na noite do último dia 17 de agosto, o Sinconedi promoveu o 1º Encontro Regional de Síndicos na região do ABC. O evento foi realizado no Hotel Ibis, em Santo André.
                                                 


Clique na imagem para ver a galeria de fotos do 1º Encontro Regional de Síndicos

Várias autoridades prestigiaram o encontro, como David Gomes de Souza, Diretor da Secretaria de Desenvolvimento e Ação Regional da Prefeitura de Santo André, representando o prefeito João Avamileno; Adonis Bernardes, secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André; Delfonso Pereira Dias, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Edifícios do Grande ABC, Assil Kraide, secretário-geral do SEACOTURH (Sindicatos dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação, Empregados em Edifícios e Condomínios e Empregados em Turismo e Hospitalidade de Osasco e Região); José Carlos Ferreira, presidente da Associação dos Síndicos e Sub-Síndicos em Condomínios do Estado de São Paulo, Dr. Márcio Rachkorsky, advogado especialista em Direito Imobiliário, Membro Comissão de Direito Imobiliário e Urbanístico da OAB-SP, Membro da equipe "Chame o Síndico" do Fantástico (Rede Globo), Palestrante e Consultor do Portal do Síndico além de empresários fornecedores para condomínios entre outros.

O encontro teve dois objetivos principais. Um deles era apresentar o novo sindicato à comunidade condominial do ABC.

“Nós ficamos aturdidos ao saber que um mesmo sindicato patronal [o Secovi] representava as grandes construtoras, incorporadoras, vendedoras, administradoras e também os condomínios.

Num eventual problema entre a construtora em um condômino, ao lado de quem este sindicato iria ficar?”, disse Arnaldo Camilo dos Santos, presidente do Sinconedi, para cerca de 120 síndicos e condôminos presentes, explicando o antagonismo existente na área.

“Era preciso criar um sindicato específico, que representasse os condomínios junto às autoridades públicas e não apenas na data base dos funcionários”, afirmou Camilo.

Depois da apresentação da entidade, Camilo explicou o outro objetivo do encontro: o lançamento de uma grande campanha para a coleta de assinaturas visando a apresentação de Projeto de Lei no Congresso Nacional para permitir aos Condomínios a adesão ao sistema de tributação simplificada conhecido como “Simples”.

Denominada “Queremos ser Simples”, a campanha é parte da luta encampada pelo Sinconedi para redução de tributos e de encargos na folha de pagamento condominial.
 


Arnaldo Camilo, presidente do Sinconedi

Segundo Arnaldo Camilo dos Santos, presidente do sindicato, “a mudança pode gerar uma economia da ordem de 30% nos gastos com a folha de pagamento, sem prejuízo para os funcionários”.

Camilo explica que “os condomínios têm sido bastante prejudicados pelos encargos e pelo atual sistema tributário. O objetivo de um condomínio não é obter lucros e os custos em geral aumentam numa proporção que os condôminos nem sempre estão preparados para suportar. Por isso a alteração na legislação é fundamental”.

Segundo o Dr. Márcio Rachkorsky, a idéia de ter um sindicato que represente os interesses do síndico é muito interessante. “Fiquei feliz com a criação do Sinconedi. Tudo o que queremos é estar bem representados. Precisamos ter um sindicato forte, que nos oriente, pois temos uma presença muito forte na economia, somos um dos maiores empregadores formais. É uma iniciativa pioneira e corajosa”, afirmou o especialista, que também é síndico.


Painéis

Além do lançamento da campanha “Queremos ser Simples”, a primeira grande bandeira do Sinconedi, o 1º Encontro Regional de Síndicos do Sinconedi teve painéis com palestras sobre Segurança Condominial, com a participação do Coronel da Polícia Militar Wilson Consani, e sobre as relações sindicais e institucionais dos condomínios, com palestra do síndico e empresário Gilson Cabrini.


Segurança

O cel. Consani iniciou o painel explicando como nasceu o crime organizado e porque hoje eles atacam condomínios para financiar a compra de armas e drogas. “Eles passaram a atacar condomínios porque é mais seguro e rápido. Por isso é preciso haver investimento em segurança condominial, e investimentos em recursos humanos muito mais no que em recursos materiais”, explicou o coronel.

Consani explicou ainda como é o modo de ataque destes criminosos e a melhor maneira de evitá-los. Toda sua explicação se transformará numa cartilha que será disponibilizada aos condomínios através do Sinconedi.


O antagonismo

Gilson Cabrini (foto) em sua participação também destacou o antagonismo na representação feita hoje pelo Secovi na área condominial e explicou outros fatores que levaram à criação do Sinconedi.

“Alguns condomínios da nossa região sofreram há pouco tempo o golpe de uma falsa administradora de condomínios.

O Secovi não se envolveu para nos defender. Nós nos sentimos desamparados e despertamos para a necessidade de uma representação específica e legalmente instituída para atender às demandas do nosso dia-a-dia”, disse, ressaltando que o Secovi não tem legitimidade para representar condomínios nem junto ao Ministério do Trabalho nem em sua própria carta sindical.


O Sinconedi

A nova entidade defende um universo de quase 50 mil condomínios em sua base territorial, que abrange os municípios de: São Paulo, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Arujá, Caieiras, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guarulhos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Mogi das Cruzes, Nazaré Paulista, Poá, Santa Isabel, Suzano, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Santana de Parnaíba, São Roque e Taboão da Serra.

Enquanto espera a oficialização definitiva do Ministério do Trabalho, com a expedição da carta sindical, o novo sindicato já está atuando junto à base. Além da campanha “Queremos ser Simples”, a entidade está assessorando condomínios na solução de conflitos, como a cobrança indevida de taxas e impostos por parte do poder público. Um dos exemplo é a luta contra a cobrança ilegítima de taxas de esgoto de condomínios que não foram beneficiados pela instalação da rede. O Sindicato também se prepara para dar entrada na Justiça a um mandado de segurança contra a cobrança da Cosipi (Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública).

Outros encontros com os síndicos já estão agendados: o próximo será em setembro, para síndicos de Guarulhos. No mês seguinte será a vez de Osasco receber o Sinconedi e, finalizando, será realizado um grande encontro na capital paulista.

 

Próximos Encontross

>> Guarulhos  -  Outubro.

>>Osasco e Região - Novembro

>>São Paulo Capital - Dezembro 

OBS: Os dias e horários serão amplamente divulgados por cartas e por e-mails

<<Voltar para primeira página
 

Sindicato dos Condomínios e Edifícios, Residenciais, Comerciais, Mistos, Horizontais e Verticais do Município de São Paulo e Região